Pages

Meu primo tesudo


Meu nome é Júlia, tenho 20 anos, morena, olhos verdes, corpo violão, sou muita cobiçada, mas quem eu quero, nem sequer olha para mim, vou contar sobre ele, meu primo, moreno, alto, lindo, cabelos pretos e lisos, parece até um galã e se chama Heitor.

Há alguns dias eu estava em casa da minha tia e estávamos só nós dois, ele estava tomando banho e de repente ele saiu enrolado apenas com uma toalha, senti meus pelos se arrepiarem só com o seu olhar, mas ele nem me dava bola.

Certo dia decidi começar a "seduzi-lo" pra valer e aos poucos ele começou a despertar o seu interesse por mim. Andava na frente dele sempre com saias curtinhas, às vezes fazia algo cair no chão, para eu poder ficar naquela posição e ele poder olhar o meu corpo que estava quase explodindo de tesão só de imaginar aquele gostoso me agarrando por trás, ui!!

Um dia os pais dele decidiram viajar e pediram para que eu ficasse com ele, sem pensar duas vezes e respondi que sim, somos parentes de terceiro grau, então uma "fodinha" louca pelo menos para sentir aquela pica gostosa dentro de mim não seria nada mal né? Assim que ficamos sozinhos em casa o meu joguinho de sedução começou.

Devido ao calor, fui tomar um banho para refrescar. Fiz questão de deixar a porta um pouquinho aberta para que ele tivesse a oportunidade de me espionar. Ver aquele homem atiçado era uma das coisas que eu mais desejava.

Quando estava tomando banho, passava a mão pelo meu corpo imaginando aquelas mãos dele fazendo isto, passeando pelas minhas curvas, tocando em cada parte, aquilo me deixava com um imenso tesão.

Era uma delicia, aquilo mexia muito comigo. Sentia minha buceta toda melada, mesmo estando encharcada do banho. Ela pulsava clamando por carícias e pela pica do meu primo tesudo. Não estava aguentando mais de tanta vontade de agasalhar a pica dele na minha buceta ensandecida de tesão, deseja imensamente sentir aquele macho gostoso me fudendo toda, aah!

Foi quando me sentei no chão com as pernas abertas e virando me para a porta do banheiro chamei pelo meu primo com uma voz sexy e com uma carinha de safada. Não demorou muito para que ele percebesse que eu já havia notado a sua presença ali, ele então abriu a porta e entrou no banheiro.

Ele estava sem camisa e usava uma bermuda jeans. Quando ele me olhou percebeu o que eu mais queria no momento, então sorriu cinicamente para mim. Ah, aquele sorriso excitante, me deixava louca. Ao me deparar com o volume enorme da sua pica dura sob a bermuda me deixou mais excitada foi naquele momento que ele me encarou quase me comendo e disse:

- Nossa prima, tu és muito puta!!

- É, mas tu tá doidão para fuder a buceta dessa puta aqui, não tá?!!! - disse isso encarando o e abrindo mais as minhas pernas expondo totalmente o meu grelinho que já estava mais que saliente mordi meus lábios lentamente enquanto esfregava dois dedos entre os lábios da minha buceta.

Foi aí que ele abriu sua bermuda e tirou aquela linda pica dura que já estava quase rasgando sua cueca e veio na minha direção parecia que ele estava tomado por algum espírito, segurou me pelos cabelos e foi me puxando para fora do box, adorei aquilo, ele começou gritar:

- Quer pica sua puta de merda quer?!!! Fala que quer, fala!!! Pois vou te dar uma surra de pica, sua puta vagabunda!!!

Segurando a sua pica pelo tronco começou a bater com ela na minha cara esfregando suas bolas no meu rosto, eu fiquei meia sem jeito pois eu não esperava isso dele, logo aquele cara que nem me dava confiança estava agora descontrolado e cheio de tesão por mim, eu nem acreditava nisto.


Ele foi se ajoelhando no chão para que eu pudesse mamar bem gostoso naquele pedaço de nervo duro que era a minha perdição, ele continuava me encarando e dizendo:

- Quer pica não é, sua puta safada?!!! Então toma!!! Chupa, sua puta!!!

Sem negar que o que eu mais desejava era aquela pica cheia de veias grossas não muito grande e com cabeça rosadinha, fui passando a língua lentamente até o final daquela pica linda e deliciosa, depois comecei a chupá-la bem gostoso engolindo quase tudo, fazendo um vai e vem lento com a minha boca.

Ele gemia segurando e puxando meus cabelos, que chegou enrolar em suas mãos, nossa que pica gostosa era daquele homem, fui em suas bolas, lambi e chupei uma e depois a outra, até que ele pediu me que eu parasse e foi me empurrando até a pia do banheiro e posicionando me de costa para ele e com o meu rosto encostado no espelho ele encaixou aquela pica dura na entrada da minha buceta toda melada e meteu somente a cabecinha, nossa que tesão que foi aquilo!!!

Depois começou a me fuder lentamente até entrar tudo, depois que ele enterrou toda a sua pica dentro da minha buceta ele passou a me fuder feito um alucinado, batendo com meu rosto no espelho, ele se curvou um pouco para poder meter os seus dedos entre minhas pernas e tocar uma bela siririca pra mim.

Quando ele começou brincar com o meu grelinho fui sentindo minhas pernas ficarem meia trêmulas e bambas acompanhadas de um intenso formigamento, comecei a gemer mais alto, mais alto, até que gozei feito uma puta alucinada, nossa como foi intenso e delicioso gozar com aquela pica dura e pulsante toda enterrada na minha buceta. Senti o meu corpo todo amolecer, mas ele não parava de me fuder e ainda sussurrou no meu ouvido:

- Cansada minha putinha?

Sem me dar chance de responder, virou me de frente e pegando me no colo, prensou me contra o espelho novamente, abriu minhas pernas e enterrou aquela pica gostosa na minha buceta de novo, enquanto mamava e chupava bem gostoso os meus seios. Eu gemia feito louca, pois ele me fudia e lambia e chupava deliciosamente os meus seios.

Ele segurou me pela nuca e me beijou como nunca ninguém havia me beijado, chupando, beijando e mordendo meu lábio inferior e puxando me lentamente até que ele começou a estocar com mais força, fazendo me sentir um pouco de dor, até que ele me tirou do seu colo e colocando me no chão começou a gozar sobre o meu corpo, dando me um verdadeiro banho de porra, nossa que foda maluca!!

Ele me encarava com um olhar de safado, até que me ajudou a levantar e fomos tomar banhos juntos, foi uma foda gostosa, depois desse dia, nós fundemos muitas vezes ainda.
TAGs: , , , , , ,

Fogosa

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário