Pages

Loucuras de uma mulher casada


Eu estava no trabalho, o que não é comum aos sábados, devido a um problema que deveríamos que ter resolvido na segunda-feira. Até as 12:00 h haviam outras pessoas que seguiam o curso do seu trabalho. Após este horário fiquei sozinha e dediquei-me 100% ao trabalho, pois sabia do trabalho que teria pela frente.

A certa altura senti um misto de medo, cansaço, fome e resolvi então entrar na internet. Entrei em um site de bate-papo onde conheci uma pessoa chamada Filipe e iniciamos uma conversa formal, contudo bem-humorada de ambas as partes.

Falávamos de tudo e a certa altura a conversa tornou-se mais picante, com jogos de palavras, frases incompletas! Excitante ao extremo. Resolvemos então que iríamos nos conhecer, coisa que eu não acreditava que aconteceria, pois segundo ele, a sua mulher - esqueci me de dizer que sou casada e ele também - estava sempre a controla-lo, não que aconteça a mesma coisa comigo, mas devido ao meu trabalho depender de mim praticamente 100% neste período transitório, sendo assim não seria fácil poder encontrá-lo.

Dei-lhe o meu número de telefone, ele ficou de ligar me e dizer se poderia ou não encontrar me, eu como disse acima, achei que era tudo uma brincadeira, arrumei as minhas coisas e fui embora, isto por volta das 20:00 h.

Passados uns 10 minutos o meu telefone tocou, eu nem me preocupei em olhar quem era, simplesmente atendi e para minha surpresa era ele, uma voz deliciosamente sensual, sinceramente acho que por trabalhar em algo que envolve muito a voz, sou uma mulher que se sente atraída facilmente por vozes.

Perguntou-me onde eu estava e eu dei-lhe o lugar exato, pediu me que o esperasse pois viria ao meu encontro. A minha excitação foi tornando-se ainda maior, que loucura, iria encontrar me com um homem que conhecera há meia hora atrás.

Passaram-se alguns minutos ele ligou novamente e descobrimos que estava do lado oposto onde eu me encontrava, mas pediu ainda assim que esperasse após novas explicações. Embora eu seja péssima para informações de ruas, localidades, etc..., mas lá nos entendemos.

Cinco minutos depois novamente o telefone, ai pensei: ”Esse cara está brincando comigo, vou embora e ele que se lixe”, pensei no meu íntimo!

Para minha surpresa ele diz que estava num local próximo, que havia passado da rua que informei… rimos, então sugeri que ele ficasse onde estava que eu iria a seu encontro.

Sai do local e fui ao seu encontro, quando o meu telefone tocou e eu disse que desta vez eu havia errado, e aquela voz deliciosa disse-me que não, que ele já tinha me visto, e eu querendo vê-lo e não o encontrava.

Quando o seu carro parou ao lado do meu, o vidro abriu-se e vi um homem lindo, dono de um dos sorrisos mais lindos que já vi, então pediu-me que eu o seguisse e assim o fiz.

Paramos numa praça, num local aparentemente calmo, ele desceu do carro, veio até o meu e cumprimentou me, a primeira palavra que eu disse foi “doido”, e ele então disse a mesma coisa.

Rimos, apresentamo-nos e eu desci do carro, ficamos passeando por alguns minutos, imagine, eu sou uma mulher que no dia-a-dia me visto socialmente, sempre de saltos altos, cabelos arranjados, enfim, neste dia estava de jeans, camisa e chinelos rasteiras, mas acredito que isso não o incomodou, e sim muito mais a mim.

A certa altura sabíamos que precisávamos ir embora, mas como um imã, nos atraíamos cada vez mais, até que nossos lábios se tocaram, nos beijamos, eu sentindo o cheiro de seu perfume, delicioso (embora adore a essência natural do homem), mas aquela situação era desconfortável, com tanta violência na rua eu estava com medo, mas não queria ir embora. Queria sentir mais além da sua boca.

Quando avistamos dois rapazes na praça, resolvemos que o melhor caminho era sairmos dali, e novamente fui seguindo o seu carro, que tomou o rumo que eu naquele momento desejava, um motel.

Entramos, e quando percebi, no fundo eu estava assustada, achava que aquilo tudo era loucura, que medo repentino, mas sou uma mulher decidida e sei o que quero jamais voltaria atrás, estando eu naquele local com aquele homem que acabara de conhecer.

Conversamos, rimos, ou seja, tentamos de alguma forma conhecer-nos pouco um ao outro. Para que tenha ideia, tudo que eu mais queria naquele momento era um banho, mas não aconteceu, não deu tempo.

Começamos a nos acariciar e eu então comecei a lamber aquele homem, movimentos circulares com a língua, sugava, engolia, mamava, e eu queria mais, mas não sabia até onde poderia chegar, queria lamber aquele homem por inteiro.

Trepamos deliciosamente, mas confesso que ainda estava muito tímida, pois sexualmente falando sou muito liberal, adoro falar e ouvir durante o sexo, adoro pedir o que quero que faça e da forma que faça.

Ele enfiava na minha buceta com tanta delicadeza que eu sentia o seu pau abrindo-me e eu pedia mais e mais, sabíamos que o tempo era curto e eu queria aproveitá-lo da melhor forma possível. Fizemos algumas posições, pois como disse o tempo era curto e em um dado momento fiquei em cima dele, rebolava e gemia.

Em seguida mudamos de posição estava na posição frango assado ele tirou o pau da minha buceta e com maestria foi enfiando no meu cu - adoro sexo anal - que delícia!

Conclui que ele só fazia anal, não é possível, não senti o mínimo de dor, ao contrário prazer total, eu pedia para ele me fuder, mas intimidei-me novamente com seu silêncio, as vezes esqueço-me que as pessoas são diferentes e eu autentica sempre, consegui naquele momento ficar tímida…

Ele me fez gozar várias vezes de formas diferentes e no momento que ele gozou… foi fantástico, o seu pau ficou ainda maior e mais delicioso, e eu vendo o prazer daquele homem me fascinava, me excitava ainda mais.

Conversamos um pouco mais, tentando conhecer um pouco mais um do outro, e novamente comecei a lamber o seu pau, mamando como um bebe faminto, sentindo o seu gosto, cheiro, e tesão, mas desta vez queria sentir o seu leite na minha boca, e mamei, mamei, até que ele gozou na minha boca, eu abri mostrando o leite e ele viu-me beber tudo.

Infelizmente não podíamos ficar mais tempo, o tempo tinha-se esgotado. Despedimos nos e hoje falamos pelo Messenger, quando o tempo nos permite. Estou louca para repetir a dose.
TAGs: , , , , , , ,

Admin02

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário